Começa campanha de vacinação contra gripe, em todo o País

(Foto: Reprodução)

Em Goiânia, a imunização não será realizada em salas de vacina que funcionam dentro das unidades de saúde

Começou nesta segunda-feira (23) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe em todo o país. Nesta primeira etapa, segundo o Ministério da Saúde, a prioridade é vacinar idosos e trabalhadores da saúde tem prioridade e fazem parte do grupo de risco. Ao todo, a campanha pode atingir cerca de 67,6 milhões de pessoas em todo o país. Outras duas etapas serão realizadas para públicos diferentes.

O dia “D” de mobilização nacional para a vacinação acontece em 9 de maio. A expectativa do Ministério da Saúde é que pelo menos, 90% de cada um desses grupos até o dia 22 de maio. Neste ano, a campanha foi antecipada de abril para março para reforçar a proteção aos públicos prioritários contra os vírus mais comuns da gripe.

Todas as medidas adotadas levam em consideração as orientações para evitar a aglomeração de pessoas e a Portaria nº 454, de 20 de março de 2020, do Ministério da Saúde, que declara que todo o território nacional se encontra em transmissão comunitária com o Covid-19.

Apesar da campanha ter sido antecipadas, a pasta orienta ainda, que a vacina contra influenza não tem eficácia contra o coronavírus. De acordo com o Ministério da Saúde foram investidos R$ 1 bilhão na aquisição de 75 milhões de doses da vacina.

Em Goiânia, a vacinação está sendo realizada em postos alternativos, em locais arejados, ventilados, amplos e próximos às unidades como escolas, quadras, igrejas e outros, assim como já havia sido feito em algumas unidades da capital.

O público-alvo continua restrito aos idosos acima de 60 anos e trabalhadores da saúde. A população estimada de idosos na capital é de 127 mil, já os profissionais de saúde somam 77 mil. A meta da Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia é imunizar 90% nesta primeira etapa da vacinação. Clique AQUI e saiba quais são os novos locais de vacinação.

Saiba coo será o calendário da vacinação:

1ª etapa – 23 de março a 16 de abril

Público-alvo: Idosos e profissionais da

Saúde 2ª etapa – 16 de abril a 9 de maio

Público-alvo: Doentes crônicos, professores (rede pública e privada), profissionais das forças de segurança e salvamento

3ª etapa – 9 de maio

Público-alvo: Crianças de 6 meses a menores de 6 anos, pessoas com 55 a 59 anos, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas com deficiência, povos indígenas, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

Com informações da Agência Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here