Filme de ação nacional e comédia romântica natalina são as maiores estreias da semana

Rodrigo Lombardi e Kaysar em cena de 'Carcereiros O Filme'. (Foto: Reprodução)

Com duas temporadas de sucesso na TV, “Carcereiros” chega agora aos cinemas com cara de filme de ação norte-americano. Inspirado no livro homônimo de Drauzio Varela, o longa-metragem acompanha Adriano, interpretado por Rodrigo Lombardi, um homem íntegro e avesso à violência que tenta garantir a tranquilidade em seu local de trabalho, enquanto sofre com alguns dilemas em família. Quem acompanha a série já conhece a sua rotina. O que muda agora é a chegada de Abdel (Kaysar Dadour), um perigoso terrorista internacional que eleva ainda mais a tensão no presídio que já vive dias de terror devido à luta entre duas facções criminosas.

“Esse filme é o resultado de uma compilação de histórias que gerou um livro, deu inspiração a um documentário e, por fim, ao seriado”, disse Lombardi em entrevista a um site. Para o ator, quem ainda não conhece seu personagem, não terá problema algum em vê-lo na telona “porque o carcereiro Adriano é um resumo de todos os carcereiros”. O elenco ainda conta com Rafael Portugal, Tony Tornado, Rainer Cadete, Milton Gonçalves, Dan Stulbach, Jackson Antunes e Giovanna Rispoli. Com roteiro assinado por Marçal Aquino, Fernando Bonassi, Dennison Ramalho e Marcelo Starobinas, a direção de “Carcereiros” é de José Eduardo Belmonte.

Henry Golding e Emilia Clarke em cena de ‘Uma Segunda Chance para Amar’. (Foto: Reprodução)

Comédia romântica natalina, “Uma Segunda Chance para Amar” traz Emilia Clarke, de “Game of Thrones”, no papel de Kate, uma jovem inglesa cuja vida é uma verdadeira bagunça. Ela trabalha vestida de elfo em uma loja temática de natal o ano todo. Quando conhece Tom (Henry Golding), o que parecia impossível se torna realidade, com ele enxergando através de todas as barreiras construídos por ela própria. Além de atuar, Emma Thompson também é responsável pelo roteiro, ao lado de Bryony Kimmings. A inspiração são as músicas de George Michael, começando por “Last Christmas” que dá título à produção no original em inglês.

Quando o primeiro tratamento da história ficou pronto, Thompson o enviou para o cantor, com que se encontrou para conversar sobre o projeto. No entanto, ele não conseguiu ver a obra finalizada. “É uma grande tristeza que não esteja aqui para fazer parte disso, mas ele sabia que iria acontecer e isso me enche de alegria. ‘Heal the Pain’, que é uma das minhas músicas favoritas dele, parece que foi escrita para o filme. Ele disse isso”, revelou em entrevista. Os fãs ainda poderão se emocionar com “Freedom”, “Faith” e a inédita “This Is How (We Want You To Get High)”. A direção é de Paul Feig, de “Missão Madrinha de Casamento” (2011).

Cena da comédia nacional ‘Os Parças 2’. (Foto: Reprodução)

Atraindo mais de um milhão de espectadores aos cinemas em 2017, a comédia nacional “Os Parças” tenta repetir o feito com sua continuação. “Após saber que China deixou a cadeia e está em busca de vingança, Romeu (Bruno de Luca) precisa conseguir dinheiro para deixar o país o quanto antes. Para tanto, Toin (Tom Cavalcante), Ray Van (Whindersson Nunes) e Pilôra (Tirulipa) juntam forças para reformar uma colônia de férias, de forma a atrair jovens de todo tipo. Quando o empreendimento enfim começa a funcionar, eles logo passam a competir com uma colônia vizinha, bem mais requintada.” Mariana Santos, Fabiana Karla e Cristina Mutarelli completam o elenco que ainda conta com participações especiais. A direção é de Cris D’Amato.

Cena de ‘Boonie Bears Aventura em Miniatura’. (Foto: Reprodução)

Lançamento exclusivo de uma rede de cinema, “Boonie Bears: Aventura em Miniatura” é o quinto capítulo de uma famosa franquia de animação chinesa. Ao todo, ela já arrecadou mais de US$ 300 milhões em bilheteria. Na trama, os irmãos Bramble e Briar vivem defendendo a floresta do inventor Vick. Um dia, este descobre uma nova máquina que diminui os objetos ao tamanho de um inseto. Em uma disputa com os Boonie Bears, sua invenção é acidentalmente ativada e os três são encolhidos. Agora, eles irão conhecer um pequeno mundo, descobrir novas espécies, defender a natureza e buscar a fórmula mágica para voltarem ao tamanho normal.

Cena de ‘A Camareira’. (Foto: Reprodução)

Representante mexicano na categoria de melhor Filme Internacional do Oscar 2020, “A Camareira” acompanha Eve (Gabriela Cartol), uma jovem mãe solteira que trabalha longas horas num hotel de luxo. Sonhando em melhorar de situação, ela se inscreve em um programa de educação para adultos. Porém, logo percebe que nem sempre quem faz o trabalho pesado é recompensado. “Enquanto gravava o longa, não parava de pensar sobre a classe trabalhadora. México não é só sobre violência e tráfico de drogas, também têm muitas pessoas que trabalham sem parar em busca de uma vida melhor para suas famílias”, ressaltou a cineasta Lila Avilés em entrevista. É a primeira vez que o país escolhe um filme dirigido por uma mulher para o prêmio da Academia.

Al Pacino e Robert De Niro em cena de ‘O Irlandês’. (Foto: Reprodução)

Uma das estreias mais aguardadas do ano, “O Irlandês”, de Martin Scorsese, chegou a ser exibido em alguns cinemas brasileiros, porém, para os goianos a única opção é o streaming. Baseado no livro “O Irlandês: Os Crimes de Frank Sheeran a Serviço da Máfia”, de Charles Brandt, ele traz Robert De Niro no papel principal, como um ex-líder sindical acusado de envolvimento com o crime organizado, além de diversos assassinatos. Al Pacino interpreta Jimmy Hoffa, também um líder de sindicato, enquanto que Joe Pesci vive o mafioso Russell Bufalino. Especula-se que se trata da produção mais cara da Netflix devido às técnicas para rejuvenescer os atores.

“‘O Irlandês’ é muitas coisas: rico, divertido, perturbador, agradável e, como todos os bons filmes, absolutamente singular. É o trabalho de mestre, feito com um comando da arte do cinema que raramente vi em minha vida”, descreveu Kent Jones, diretor do Festival de Nova York. O roteiro é assinado por Steven Zaillian, vencedor do Oscar por “A Lista de Schindler” (1993). Scorsese e De Niro trabalharam juntos em várias obras aclamadas, como “Táxi Driver” (1976), “Touro Indomável” (1980), “Os Bons Companheiros” (1990) e “Cassino” (1995). A expectativa é que o longa chegue forte à maior festa do cinema, concorrendo nas principais categorias.

Dentre os filmes que continuam em cartaz na capital estão: “Coringa”, “Ford vs Ferrari”, “Parasita”, “A Vida Invisível”, “Midway”, “O Reino Gelado: A Terra dos Espelhos”, “Medo Profundo – O Segundo Ataque”, “Mais Que Vencedores”, “Adam”, “A Família Addams”, “Dora e a Cidade Perdida”, “Malévola: Dona do Mal”, “As Panteras”, “Invasão ao Serviço Secreto”, “Azougue Nazaré”, “O Exterminador do Futuro: Destino Sombrio”, “Meu Amigo Fela”, “Diz a Ela que Me Viu Chorar” e “Papicha”. Antes de sair de casa, confira a programação das salas, a classificação indicativa, os horários das sessões e as datas de exibição. Divirta-se!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here