Uma década depois estreia a continuação de “Zumbilândia”

Abigail, Emma, Woody e Jesse em cena de 'Zumbilândia Atire Duas Vezes'. (Foto: Reprodução)

Lançado em 2009, “Zumbilândia” fez um relativo sucesso com sua mistura de comédia, terror e ação. Com Woody Harrelson como o nome mais conhecido do elenco, o longa trazia três jovens promessas do cinema: Emma Stone (vencedora do Oscar de melhor Atriz em 2017, por “La La Land”), Jesse Eisenberg (indicado como melhor Ator em 2011, por “A Rede Social”) e Abigail Breslin (indicada a melhor Atriz Coadjuvante em 2007, por “Pequena Miss Sunshine”). Na direção, Ruben Fleischer, vindo de trabalhos na TV, fazia sua estreia na telona.

Apesar das guinadas na carreira de cada um, o quarteto topou se reunir novamente anos depois, ao lado do diretor e dos roteiristas Rhett Reese e Paul Wernick (responsáveis pela franquia “Deadpool”) para “Zumbilândia – Atire Duas Vezes”. Na trama, os sobreviventes se encontram num mundo onde o apocalipse zumbi conseguiu evoluir. Columbus (Eisenberg), Tallahassee (Harrelson), Wichita (Stone) e Little Rock (Breslin) seguem buscando novos meios de sobrevivência. Ao irem até a Casa Branca, eles percebem que novos rumos podem ser explorados.

“Nesses dez anos desde o primeiro filme, os zumbis evoluíram para diferentes tipos de mortos-vivos. O que está causando a maior ameaça é o T-800, que é mais forte, mais rápido e mais duro de matar”, disse Fleischer em entrevista a um site de entretenimento. Como apresentados nos trailers, há também novos personagens, como Nevada, interpretada por Rosario Dawson, uma assassina durona, a jovem Madison (Zoey Deutch) e um músico chamado Berkley (Avan Jogia). Luke Wilson e Thomas Middleditch também entram na continuação.

Cena de ‘Luta de Classes’. (Foto: Reprodução)

No francês “Luta de Classes”, de Michel Leclerc, a brilhante advogada de origem magrebina Sofia (Leïla Bekhti) é casada com Paul (Edouard Baer), um baterista de punk rock e anarquista de coração. Eles querem o melhor para o filho Corentin que estuda na escola primária local. Porém, quando todos os seus amigos se mudam para uma instituição católica, o garoto se sente solitário. A partir desta situação vem o questionamento: “qual será a sua grande singularidade, já que crianças costumam não diferenciar gênero, classe social, cor da pele ou religião?”.

“Jessica Foverer”, estreia na direção de longa de Caroline Poggi e Jonathan Vinel, também é lançado na capital, em circuito limitado. A produção apresenta um mundo distópico em que jovens órfãos formam um grupo paramilitar, com forte tendência à violência. Perseguidos pelo governo, quem os lidera na resistência é a personagem do título (Aomi Muyock).

Eddie Murphy em cena de ‘Meu Nome é Dolemite’. (Foto: Reprodução)

Nesta sexta-feira (25), a Netflix lança “Meu Nome é Dolemite”. Há um tempo sem uma atuação marcante, Eddie Murphy interpreta Rudy Ray Moore. Comediante e produtor, este fez sucesso na década de 1970 em Hollywood com os filmes de blaxploitation ao colocar em cena seu alter ego Dolemite, um cafetão que é especialista em kung fu. O elenco também conta com Wesley Snipes, no papel do diretor D’Urville Martin, Keegan-Michael Key, Tituss Burgess, Mike Epps, Craig Robinson e o rapper Snoop Dogg. Scott Alexander e Larry Karaszewski, de “American Crime Story”, assinam o roteiro. Já a direção é de Craig Brewer, de “Ritmo de Um Sonho” (2005) e da continuação do clássico “Um Príncipe em Nova York”, em pré-produção.

Meryl Streep e Jeffrey Wright em cena de ‘A Lavanderia’, disponível na Netflix. (Foto: Reprodução)

Exibido no Festival de Veneza, “A Lavandeira” é baseado numa escandalosa história real e conta com a direção de Steven Soderbergh, vencedor do Oscar por “Traffic” (2000), roteiro de Scott Z. Burns, e um elenco de peso. Antonio Banderas vive Ramón Fonseca, enquanto que Gary Oldman é Jürgen Mossack. Através de um escritório de advocacia na Cidade do Panamá, eles gerenciam dezenas de empresas e participam de todo tipo de fraude, sempre dispostos a faturar em cima dos outros. Um dos casos envolve o pagamento da indenização a Ellen Martin (Meryl Streep), após seu marido Joe (James Cromwell) falecer. Sem receber a quantia prometida, ela não se faz de rogada e decide investigar por conta própria aqueles que estão lhe dando calote.

Cena de ‘El Camino A Breaking Bad Movie’. (Foto: Reprodução)

Uma das séries mais badaladas e premiadas dos últimos anos, “Breaking Bad” ganhou uma sobrevida em um longa original na Netflix. Caso tenha a pretensão de ver todas as cinco temporadas, sugiro pular para o próximo parágrafo a fim de evitar possíveis spoilers. Na trama, escrita e dirigida por Vince Gilligan, após fugir do cativeiro onde foi mantido enjaulado por um cartel de drogas, Jesse Pinkman (Aaron Paul) inicia uma jornada em busca da própria liberdade. Antes, contudo, ele tem de se reconciliar com o passado. Seu meio de fuga é um Chevrolet “El Camino”. Lançado no dia 11 de outubro, “o filme do ‘Breaking Bad’” foi visto por expressivos 6,5 milhões de usuários em apenas três dias nos Estados Unidos, segundo pesquisa divulgada pela Nielsen.

Cena de ‘Fratura’, sucesso inesperado da Netflix. (Foto: Reprodução)

Assim que foi disponibilizado pela plataforma de streaming semanas atrás, “Fratura” se tornou um dos assuntos mais comentados nas redes sociais. Sam Worthington, de “Avatar” (2009), estrela o thriller que tem deixado muitos intrigados. Ele vive Ray Monroe que está voltando de uma viagem com a família. Ao parar numa loja de conveniência na beira da estrada, sua filha acaba fraturando o braço. Eles correm para o hospital e quando a garota finalmente é atendida, ela some junto com a mãe a caminho da ressonância magnética. Mais não falo e se a premissa chamou sua atenção, então vale a pena dar uma conferida. A direção é de Brad Anderson.

Vale lembrar que continuam em cartaz nos cinemas de Goiânia: “Coringa”, “Bacurau”, “Malévola: Dona do Mal”, “Rainha de Copas”, “Projeto Gemini”, “Angry Birds 2”, “Ela Disse, Ele Disse”, “Abominável”, “Vai Que Cola 2”, “Morto Não Fala”, “Foro Íntimo”, “Meu Nome é Daniel” e “Eu Sinto Muito”. Antes de sair de casa, confira a programação das salas, a classificação indicativa, os horários das sessões e as datas de exibição. Faça sua escolha e boa diversão!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here