Stallone vai “Até o Fim” com suposto último capítulo de “Rambo”

Cena de 'Rambo Até o Fim'. (Foto: Reprodução)

Um dos personagens mais icônicos do cinema de ação, interpretado por Sylvester Stallone, Rambo apareceu pela primeira vez em 1982. O quinto filme da franquia estreia esta semana supostamente pondo um ponto final em sua história. O tempo passou para o veterano de guerra que agora vive recluso e trabalha em um rancho localizado na fronteira entre os Estados Unidos e o México. Sua vida pregressa marcada por confrontos violentos com homens perigosos mundo afora ficou no passado. Tudo muda, porém, quando a filha de um amigo é sequestrada. Tomado novamente pelo ímpeto por justiça, ele decide enfrentar um impiedoso cartel mexicano.

Ao passar pelo Festival de Cannes este ano, Stallone falou sobre “Rambo: Até o Fim” que teve algumas cenas exibidas para a imprensa. “Em todos os filmes, Rambo nunca volta para casa. Ele sempre volta para a selva ou para o Afeganistão. Neste novo longa, ele está em casa, mas só em corpo. Ele está lá, mas sua mente não. A história toda é construída ao redor disso”, revelou. “Coisas ruins vão acontecer. Vai haver muita vingança. Muita gente sendo machucada”, ressaltou o astro, o que parece ser um recado direto para os seus fãs. Ele também assina o roteiro, ao lado de Matthew Cirulnick. Já a direção é de Adrian Grunberg, de “Plano de Fuga” (2012).

Cena de ‘O Mal Não Espera a Noite Midsommar’. (Foto: Reprodução)

Ari Aster despontou no ano passado com “Hereditário” e logo se tornou um dos nomes mais promissores do terror. Agora ele apresenta uma obra que promete ser ainda mais aterrorizante. “O Mal Não Espera a Noite” acompanha Dani (Florence Pugh) que após vivenciar uma tragédia viaja para a Suécia com o namorado Christian (Jack Reynor). O casal decide visitar a cidade natal de um amigo e participar de um lendário festival de verão chamado “Midsommar”. No entanto, o que começa como um retiro idílico se transforma numa competição cada vez mais violenta e bizarra nas mãos de um culto pagão. Em entrevista, Ari definiu o novo trabalho como “o Mágico de Oz para pervertidos”. O elenco ainda conta com Will Poulter e William Jackson Harper.

Cena de ‘Depois do Casamento’. (Foto: Reprodução)

Dirigido pela dinamarquesa Susanne Bier e indicado ao Oscar de melhor Filme Estrangeiro em 2007, “Depois do Casamento” ganha agora uma versão hollywoodiana estrelada por mulheres. Michelle Williams interpreta o papel que no original foi de Mads Mikkelsen. Gerente de um orfanato em Calcutá, na Índia, Isabel luta para manter o lugar funcionando. Ela acredita ter encontrado a solução através de Theresa (Julianne Moore), dona de uma empresa multimilionária. Para receber o dinheiro, contudo, ela precisa viajar até Nova York. Ao participar do casamento da filha da benfeitora, Isabel se depara com um conhecido de outrora que carrega alguns de seus segredos. No elenco também está Billy Crudup. Bart Freundlich assina o roteiro e a direção.

Cena de ‘Os Jovens Baumann’. (Foto: Reprodução)

Lançamento nacional da semana, “Os Jovens Baumann”, de Bruna Carvalho de Almeida, tem uma premissa intrigante. Nas férias de verão de 1992, os últimos herdeiros de uma prestigiosa família de Santa Rita d’Oeste, no sul de Minas Gerais, desaparecem misteriosamente em uma fazenda de café. Através de fitas VHS descobertas recentemente, os últimos dias dos jovens é reconstituído a fim de se compreender o que teria acontecido. O suspense se desenvolve entre o passado e o presente e adota duas linguagens, a ficcional e a documental, para contar a história.

Baseado no livro do ex-jogador de futebol uruguaio Daniel Baldi, “Meu Mundial – Para Vencer Não Basta Jogar” acompanha Tito (Facundo Campelo). Com o sonho de se tornar um grande jogador, aos 13 anos ele chama a atenção de um olheiro e fecha um contrato milionário com um time. Da noite para o dia, o garoto melhora a vida da família e começa a assumir as responsabilidades do mundo adulto. Quando as coisas não saem como esperado, Tito precisa voltar a ver o esporte como algo além de um mero compromisso profissional. Com roteiro e direção de Carlos Andrés Morelli, o drama é a maior bilheteria do Uruguai dos últimos cinco anos.

Através de um diretor que deseja mudar o final de seu filme de faroeste, “O Maior Presente” fala sobre o poder do perdão. Ao invés da historia clássica de vingança, sua proposta é a reconciliação. Para tal, ele precisa convencer elenco e equipe de que o final feliz também é possível na vida real. Juan Manuel Cotelo dirige e protagoniza esta obra cristã. Dentre os filmes que continuam em cartaz nos cinemas de Goiânia estão: “Bacurau”, “Era Uma Vez em… Hollywood”, “Yesterday”, “Vai Que Cola 2 – O Começo”, “It – Capítulo 2”, “Divaldo – O Mensageiro da Paz”, “Abigail e a Cidade Proibida”, “O Rei Leão”, “Jornada da Vida”, “Marés” e “O Fim da Viagem, o Começo de Tudo”. Antes de sair de casa, confira a programação das salas, a classificação indicativa, os horários das sessões e as datas de exibição. Divirta-se!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here