Ibama autorizou corte de 600 milhões de árvores desde 2007

(Foto: Reprodução)

O órgão autorizou o corte de 75,5 milhões de metros cúbicos de madeira no país inteiro

Por Raphael Veleda e Lucas Marchesini – Metrópoles

Uma consulta ao sistema de acompanhamento da Autorização de Supressão de Vegetação (ASV) feita pelo (M) Dados, núcleo de análise de grande volume de informações do Metrópoles, mostra que, desde 2007, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) autorizou o corte de 75,5 milhões de metros cúbicos de madeira no país inteiro. Como cada m³ corresponde a aproximadamente oito árvores, cerca de 600 milhões de plantas foram derrubadas legalmente nos últimos 13 anos e meio.

Nesse período, quatro dos cinco estados que obtiveram as maiores autorizações foram da região amazônica. Veja o ranking dos 10 estados com maiores autorizações:

1.         Rondônia – 22,9 milhões de m³ (183,2 milhões de árvores)

2.         Amazonas – 10,5 milhões de m³ (84 milhões de árvores)

3.         Paraná – 7 milhões de m³ (56 milhões de árvores)

4.         Maranhão – 6,3 milhões de m³ (50,4 milhões de árvores)

5.         Acre – 5,7 milhões de m³ (45,6 milhões de árvores)

6.         Roraima – 4,3 milhões de m³ (34,4 milhões de árvores)

7.         Santa Catarina – 3 milhões de m³ (24 milhões de árvores)

8.         Pará – 1,5 milhão de m³ (12 milhões de árvores)

9.         Amapá – 1,3 milhão de m³ (10,4 milhões de árvores)

10.      Mato Grosso do Sul – 1,3 milhão de m³ (10.4 milhões de árvores)

O metro cúbico de madeira é uma pilha com um metro de largura, um de comprimento e um de altura em que não há espaço entre as peças, elas se encaixam. O Ibama também autoriza o desmatamento e escoamento na medida chamada metro estéreo (ms), no qual o tamanho é o mesmo, mas as peças não se encaixam perfeitamente, sobrando espaços entre elas.

Nessa categoria de autorização de desmatamento, a liderança também fica com um estado que faz parte da Amazônia Legal, o Maranhão, que teve autorizado o corte de 61,429 milhões de ms desde 2007. Em seguida, na lista, vem Tocantins (42,674 milhões de ms) e Mato Grosso do Sul: 37,176 milhões.

Há ainda a autorização para a extração de metro de carvão (MDC). Para esse tipo de licença, Goiás está disparado na frente, com 4,806 milhões de MDC autorizados desde 2007. O segundo lugar fica com a Bahia, que teve a extração de 817 mil MDC autorizados.

Para obter a Autorização de Supressão de Vegetação, pessoas e empresas precisam pedir oficialmente para o Ibama e cumprir regras como não desmatar a reserva legal. A área rural precisa ter uma licença ambiental para fazer o desmate legal, um processo também tocado pelo Ibama. No processo, técnicos do instituto fazem vistorias nas propriedades – após o pagamento de uma taxa de vistoria pela parte interessada – e conferem as informações prestadas. Quem consegue a autorização ganha papéis para cortar as árvores e escoar o produto: é a madeira legal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here