Taxa de desemprego cresce em Goiás e em mais 13 estados

(Foto: Reprodução)

Variação de desemprego no estado é de 10,7% no primeiro trimestre de 2019

Goiás é o segundo estado com maior taxa de desemprego no 1º trimestre de 2019, segundo levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), através da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – Contínua (PNAD-C), divulgada nesta quinta-feira (16).

Além de Goiás, a taxa de desemprego também cresceu em outros 13 estados das 27 Unidades da Federação (UF), em comparação ao trimestre do ano anterior. As maiores variações foram no Acre que registrou alta de 4,9%, em seguida Goiás e Mato Grosso do Sul que apontaram 2,5%. Nas demais UFs, houve estabilidade.

No estudo, as maiores taxas observadas foram no Amapá (20,2%), Bahia (18,3%) e Acre (18,0%), e a menores, em Santa Catarina (7,2%), Rio Grande do Sul (8,0%) e Paraná e Rondônia (ambos com 8,9%). Ainda que Goiás tenha registrado alta, o estado aparece com taxa de desemprego de 10,7% e ocupa o 21º lugar no ranking geral.

De acordo com o estudo do IBGE a taxa de desemprego no Brasil foi de no 1º trimestre de 2019 foi de 12,7%, 1,1 ponto percentual acima do trimestre anterior (11,6%) e 0,4 ponto percentual abaixo do 1º trimestre de 2018 (13,1%).  Em números gerais, o total de desempregados no 1º trimestre deste ano foi de 4,8 milhões de pessoas de 14 anos ou mais. Os maiores números registrados foram na Bahia (768 mil) e no Maranhão (561 mil) e os menores em Roraima (8 mil) e no Amapá (15 mil).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here