“John Wick 3 – Parabellum” é o lançamento mais explosivo da semana

Keanu Reeves e Halle Berry em cena de 'John Wick 3 Parabellum'. (Foto: Reprodução)

Lançado em 2014, “De Volta ao Jogo” foi uma grata surpresa, trazendo Keanu Reeves como John Wick. Sua continuação, “Um Novo Dia Para Matar”, de 2017, fez jus à fama explosiva do assassino de aluguel que só quer se aposentar. Agora chega aos cinemas o terceiro capítulo, “Parabellum”. Após matar um importante chefe da máfia no Hotel Continental, ele passa a ser perseguido pelos membros da Alta Cúpula sob a recompensa de U$14 milhões. O solitário homem deveria ter sido executado imediatamente, mas o gerente do lugar, Winston (Ian McShane), lhe deu uma vantagem de uma hora. Agora, Wick precisa unir forças com antigos parceiros que o ajudaram no passado enquanto luta para tentar chegar vivo em Nova York.

O título “Parabellum” tem sua origem em uma frase em latim, “Si vis pacem, para bellum”, que significa “Se você quer paz, prepare-se para a guerra”. Em entrevista, o protagonista falou sobre as sequências de ação: “Sou 90% do que está acontecendo lá. Estou mantendo a conexão com a audiência e com a história”. Chad Stahelski estreou na direção com o primeiro longa e se manteve no cargo desde então. Como coordenador de dublês, ele e Reeves se conheceram em “Matrix” (1999). E por falar neste clássico da ficção científica, alguns atores da trilogia se reúnem novamente como Laurence Fishburne, Tigre Hu Chen e Randall Duk Kim. Dentre as adições do elenco estão as poderosas figuras femininas de Halle Berry e Anjelica Huston.

Cena de ‘Kardec’. (Foto: Reprodução)

Adaptação do livro de Marcel Souto Maior, “Kardec” começa quando Allan Kardec era apenas Hippolyte Leon Denizard Rivail. “Ele reformou o ensino básico, um homem de razão e ciência, que aceitou mudar de nome, aos 50 anos, para dar voz a uma coisa que ele descobriu com a ciência, depois de pesquisar muito”, disse Wagner de Assis a um site. Apesar da temática, para o diretor, responsável por “Nosso Lar” (2010) e “A Menina Índigo” (2016), a obra não é meramente sobre uma doutrina religiosa, tendo um alcance mais universal.

“É um filme sobre investigação, sobre métodos, sobre racionalizar coisas que até então não poderiam ser racionalizadas”, afirmou. Leonardo Medeiros revelou que dar vida ao “pai do espiritismo” o fez passar por algumas transformações pessoais, como se tornar vegano. “A parte da fenomenologia não é muito a minha praia, mas a parte dos preceitos dessa doutrina é muito legal, poucas religiões trazem esse conforto”, explicou. As filmagens foram no Rio de Janeiro e em Paris. O elenco também conta com Sandra Corveloni e Genézio de Barros.

Cena de ‘UglyDolls’. (Foto: Reprodução)

            Com Anitta fazendo parte da trilha sonora, “UglyDolls” é o lançamento família da semana. Na cidade de Uglyville, Moxy, Wage, Babo, Ice-Bat e Wedgehead têm de lidar com o fato de serem diferentes. Eles partem rumo ao Instituto da Perfeição com o desejo de serem amados. O que acabam percebendo, contudo, é que não precisam ser perfeitos para se sentirem incríveis. O elenco original de vozes é formado por estrelas da música como Kelly Clarkson, Pitbull, Nick Jonas, Blake Shelton e Janelle Monáe. Como por aqui só há versões dubladas, o jeito é se contentar com as canções que devem tocar ao longo da projeção. Com direção de Kelly Asbury, a animação é baseada nos personagens criados por David Horvath e Sun-Min Kim.

Yara Shahidi e Charles Melton em cena de ‘O Sol Também É Uma Estrela’ (Foto: Reprodução)

            Em circuito limitado estreia “O Sol Também É Uma Estrela”. Baseado no best-seller homônimo de Nicola Yoon, o filme, dirigido por Ry Russo-Young, acompanha Natasha (Yara Shahidi). Extremamente pragmática, ela acredita apenas em fatos explicados pela ciência e descarta por completo o destino. Em menos de 12 horas, sua família será deportada para a Jamaica. No entanto, antes que isso aconteça, a jovem conhece Daniel (Charles Melton, da série “Riverdale”) e se apaixona subitamente, o que coloca suas convicções em cheque.

“Hellboy” também pode ser conferido a partir desta semana, mas em esquema de pré-estreia. Dentre os filmes que continuam em cartaz em Goiânia estão o blockbuster “Vingadores: Ultimato”, o divertido “Pokémon: Detetive Pikachu”, o fraco “Cemitério Maldito”, a comédia “De Pernas pro Ar 3”, o drama “Tudo O Que Tivemos” e, em circuito limitado, “A Sombra do Pai” e “Amazônia, o Despertar da Florestania”. Antes de sair de casa, confira a programação das salas de cinema, a classificação indicativa, os horários e as datas de exibição. Divirta-se!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here