Gasto dos deputados com cargos de confiança supera R$ 5,4 mi no mês de maio

Foto: Reprodução

O presidente da Casa, Lissauer Vieira, e o deputados Cláudio Meirelles são os campeões nos gastos com servidores comissionados 

Os Dados Abertos da Transparência da Assembleia Legislativa de Goiás revelam que o Poder Legislativo goiano gastou no mês de março R$ 12 milhões com servidores em cargos de confiança e comissionados. O valor é bem maior do que a despesa com servidores efetivos ativos, que é de pouco mais de R$ 3 milhões. 

De acordo com os dados do Portal Transparência, que foram atualizados apenas no dia 30 de abril, após o NewsGO entrar com dois pedidos pela Lei de acesso à Informação (LAI), mais de 1,1 mil servidores receberam em março gratificações por exercerem cargos de confiança – função gratificada (114) e função gratificada de Secretário Parlamentar (1072). Essa bonificação custou ao cofre do Legislativo mais de R$ 4,6 milhões. Cargos de confiança são ocupados por pessoas concursadas que recebem salário mais gratificação por ocupar posto de chefia ou assessoramento.

O número de servidores em cargos em comissão (1.728) é seis vezes maior que o de efetivos na ativa (271). Cerca de 30% dos comissionados estão lotados nos gabinetes dos deputados e na Presidência da Casa, onde não trabalha nenhum servidor efetivo. Custaram ao cofre da casa R$7.459.735,27 em março. Cada deputado pode gastar com servidores comissionados o valor de R$ 75 mil desde maio de 2017 para contratação de até 38 servidores.

É na Presidência da Casa que está lotado o maior número de comissionados, 18 ao todo, a um custo de R$ 112 mil por mês. O presidente, deputado Lissauer Vieira (PSB), emprega mais 16 servidores comissionados em seu gabinete, que recebem por mês R$ 60 mil, e a Casa ainda pagou em março R$74.981,80 para 28 servidores de Lissauer a título de Função Gratificada de Secretário Parlamentar. O gasto do presidente da Alego com comissionados e funções comissionados foi de R$ 247.183,80 no mês de março. Em recente entrevista, Lissauer Vieira anunciou que pretende reduzir o número de cargos comissionados e gratificações.

Gasto dos deputados com comissionados no mês de março foi de R$ 2,7 mi

Deputados estaduais Comissionados Gasto/mês
Presidência 18 R$112.046,00
Cláudio Meirelles (PTC) 17 R$101.046,00
Diego Sorgatto (PSDB) 14 R$96.446,00
Henrique Arantes (PTB) 16 R$95.090,00
Vinicius Cirqueira (PROS) 16 R$94.990,00
Júlio Pina (PRTB) 20 R$86.956,00
Karlos Cabral (PDT) 15 R$85.590,00
Talles Barreto (PSDB) 15 R$85.390,00
Major Araújo (PSP) 11 R$84.146,00
Amilton Filho (Solidariedade) 17 R$78.612,00
Gustavo Sebba (PSDB) 12 R$76.768,00
Paulo Cezar Martins (MDB) 15 R$75.790,00
Adriana Accorsi (PT) 14 R$75.234,00
Dr. Antônio (DEM) 17 R$73.856,00
Virmondes Cruvinel (Cidadania) 16 R$73.456,00
Humberto Aidar (MDB) 14 R$72.612,00
Álvaro Guimarães (DEM) 15 R$68.934,00
Cairo Salim (PROS) 15 R$68.934,00
Antônio Gomide (PT) 17 R$68.656,00
Thiago Albernaz (Solidariedade) 14 R$68.356,00
Rafael Gouveia (DC) 11 R$68.312,00
Ze Carapo (DC) 12 R$65.034,00
Hélio de Souza (PSDB) 15 R$63.800,00
Rubens Marques (PROS) 12 R$61.456,00
Lissauer Vieira (PSB) 16 R$60.156,00
Alysson Lima (PRB) 13 R$58.478,00
Eduardo Prado (PV) 13 R$56.256,00
Charles Bento (PRTB) 6 R$55.290,00
Iso Moreira (DEM) 11 R$55.077,85
Lucas Calil (PSD) 8 R$54.912,00
Tião Caroço (PSDB) 10 R$53.934,00
Bruno Peixoto (MDB) 16 R$52.734,06
Coronel Adailton (PP) 12 R$52.578,00
Wilde Cambao (PSD) 7 R$50.834,00
Wagner Neto (Patriotas) 13 R$44.378,00
Leda Borges (PSDB) 10 R$42.600,00
Henrique César (PSC) 9 R$41.678,00
Jeferson Rodrigues (PRB) 11 R$39.300,00
Humberto Teófilo (PSL) 13 R$37.500,00
Chico KGL (DEM) 8 R$28.400,00
Paulo Trabalho (PSL) 5 R$27.456,00
Amauri Ribeiro (PRP) 0 0
Total 539 R$2.713.071,91

Entre os deputados, o campeão em número de servidores comissionados é e deputado Cláudio Meirelles, que, em março, contava com 17 assessores que custaram aos cofres do Legislativo estadual R$ 101 mil.

Segundo a assessoria de imprensa da Alego, “há um sistema que barra a contratação além do limite de R$ 75 mil por gabinete. Pode ser que esses cargos extras sejam referentes às lideranças partidárias e também funções na administração – duas situações que não se enquadram naquele limite dos gabinetes”. Todavia, os 17 servidores de Meirelles que juntos receberam R$ 102 mil em março estão todos lotados no gabinete do deputado, de acordo com o Portal. Além desses, há outros 17 servidores de Cláudio Meirelles que recebem gratificações e custaram à Alego R$74.939,50. Ao todo, os servidores de Meireles receberam R$175.985,50 no mês de março.

Gasto dos deputados com gratificações superam os R$ 2,7 mi em março

Deputados Função gratificada de Secretário Parlamentar Gasto/mês
Cláudio Meirelles (PTC) 17 R$74.939,50
Diego Sorgatto (PSDB) 34 R$72.211,80
Henrique Arantes (PTB) 24 R$63.697,70
Vinicius Cirqueira (PROS) 17 R$74.851,30
Júlio Pina (PRTB) 19 R$68.232,50
Karlos Cabral (PDT) 22 R$75.002,50
Talles Barreto (PSDB) 35 R$74.627,80
Major Araújo (PSP) 29 R$74.903,50
Amilton Filho (Solidariedade) 22 R$74.293,60
Gustavo Sebba (PSDB) 22 R$53.967,70
Paulo Cezar Martins (MDB) 26 R$74.854,30
Adriana Accorsi (PT) 29 R$70.884,80
Dr. Antônio (DEM) 35 R$74.896,60
Virmondes Cruvinel (Cidadania) 24 R$62.808,70
Humberto Aidar (MDB) 12 R$45.657,70
Álvaro Guimarães (DEM) 36 R$74.735,90
Cairo Salim (PROS) 26 R$75.282,90
Antônio Gomide (PT) 16 R$37.685,90
Thiago Albernaz (Solidariedade) 19 R$74.666,60
Rafael Gouveia (DC) 17 R$53.931,80
Ze Carapo (DC) 13 R$63.193,60
Hélio de Souza (PSDB) 35 R$64.111,90
Rubens Marques (PROS) 24 R$74.947,70
Lissauer Vieira (PSB) 28 R$74.981,80
Alysson Lima (PRB) 17 R$55.630,00
Eduardo Prado (PV) 4 R$16.190,00
Charles Bento (PRTB) 23 R$73.197,70
Iso Moreira (DEM) 25 R$66.261,80
Lucas Calil (PSD) 22 R$71.251,50
Tião Caroço (PSDB) 22 R$71.950,70
Bruno Peixoto (MDB) 28 R$58.235,90
Coronel Adailton (PP) 34 R$74.961,80
Wilde Cambao (PSD) 23 R$74.882,50
Wagner Neto (Patriotas) 34 R$73.876,80
Leda Borges (PSDB) 25 R$61.051,90
Henrique César (PSC) 24 R$74.455,90
Jeferson Rodrigues (PRB) 23 R$74.925,40
Humberto Teófilo (PSL) 25 R$74.195,90
Chico KGL (DEM) 22 R$74.953,70
Paulo Trabalho (PSL) 13 R$42.947,70
Amauri Ribeiro (PRP) 13 R$58.577,70
Total 958 R$2.726.915,00
Deputados Servidor com Função Gratificada Gasto/mês
Adriana Accorsi (PT) 1 R$4.500,00
Dr. Antônio (DEM) 1 R$5.500,00
Álvaro Guimarães (DEM) 2 R$5.500,00
Cairo Salim (PROS) 1 R$5.000,00
Antônio Gomide (PT) 1 R$1.500,00
Eduardo Prado (PV) 1 R$3.500,00
Wagner Neto (Patriotas) 2 R$9.670,97
Jeferson Rodrigues (PRB) 1 R$10.675,94
Total 10 R$45.846,91

Nesse ranking, Meirelles é seguido por Diego Sorgatto (PSDB), Henrique Arantes (PTB) e Vinicius Cirqueira (PROS). (Veja Tabela) Entre os que menos gastam com comissionados estão Chico KGL (DEM), com oito servidores e um gasto mensal de R$ 28 mil, e Paulo Trabalho (PSL), com cinco contratados a um custo de R$27 mil por mês. No entanto, Chico KGL tem 22 servidores recebendo gratificação de R$ 74,9 mil. 

O deputado Amauri Ribeiro (PRP) não contratou servidores comissionados. De acordo com o Portal, trabalham em seu gabinete 13 servidores que recebem gratificação. O deputado é o que menos gasta com servidores na Casa: R$58.577,70 em março.  

O total de 539 comissionados lotados nos gabinetes dos parlamentares custam aos cofres da Alego R$ 2,7 milhões por mês e outros R$ 2,7 milhões são pagos de gratificações a servidores indicados pelos deputados.

No total, deputados gastaram R$ 5,4 mi com comissionados e gratificações por cargo de confiança

Deputados Número de funcionários Total de gastos em março/2019
Presidência 18 R$112.046,00
Cláudio Meirelles (PTC) 34 R$175.985,50
Diego Sorgatto (PSDB) 48 R$168.657,80
Henrique Arantes (PTB) 40 R$158.787,70
Vinicius Cirqueira (PROS) 33 R$169.841,30
Júlio Pina (PRTB) 39 R$155.188,50
Karlos Cabral (PDT) 37 R$160.592,50
Talles Barreto (PSDB) 50 R$160.017,80
Major Araújo (PSP) 40 R$159.049,50
Amilton Filho (Solidariedade) 39 R$152.905,60
Gustavo Sebba (PSDB) 34 R$130.735,70
Paulo Cezar Martins (MDB) 41 R$150.644,30
Adriana Accorsi (PT) 44 R$150.618,80
Dr. Antônio (DEM) 53 R$154.252,60
Virmondes Cruvinel (Cidadania) 40 R$136.264,70
Humberto Aidar (MDB) 26 R$118.269,70
Álvaro Guimarães (DEM) 53 R$149.169,90
Cairo Salim (PROS) 42 R$149.216,90
Antônio Gomide (PT) 34 R$107.841,90
Thiago Albernaz (Solidariedade) 33 R$143.022,60
Rafael Gouveia (DC) 28 R$122.243,80
Ze Carapo (DC) 25 R$128.227,60
Hélio de Souza (PSDB) 50 R$127.911,90
Rubens Marques (PROS) 36 R$136.403,70
Lissauer Vieira (PSB) 44 R$135.137,80
Alysson Lima (PRB) 30 R$114.108,00
Eduardo Prado (PV) 18 R$75.946,00
Charles Bento (PRTB) 29 R$128.487,70
Iso Moreira (DEM) 36 R$121.339,65
Lucas Calil (PSD) 30 R$126.163,50
Tião Caroço (PSDB) 32 R$125.884,70
Bruno Peixoto (MDB) 44 R$110.969,96
Coronel Adailton (PP) 46 R$127.539,80
Wilde Cambao (PSD) 30 R$125.716,50
Wagner Neto (Patriotas) 49 R$127.925,77
Leda Borges (PSDB) 35 R$103.651,90
Henrique César (PSC) 33 R$116.133,90
Jeferson Rodrigues (PRB) 35 R$124.901,34
Humberto Teófilo (PSL) 38 R$111.695,90
Chico KGL (DEM) 30 R$103.353,70
Paulo Trabalho (PSL) 18 R$70.403,70
Amauri Ribeiro (PRP) 13 R$58.577,70
Total 1507 R$5.485.833,82

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here