Beneficiários dos LOAS devem fazer atualização cadastral

Nascidos nos primeiros três meses do ano têm até 31 de março para regularizarem a situação

Idosos e pessoas com deficiência que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) da Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS) precisam fazer atualização cadastral para não perder o benefício. O programa garante o recebimento de um salário mínimo mensal aos cidadãos que comprovam não possuir meios de prover a própria manutenção.

A atualização do cadastro pode ser feita em qualquer um dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras). O beneficiário precisa ter em mãos todos os documentos das pessoas que moram na mesma residência, como Registro Geral (RG), CPF e comprovante de residência.

De acordo com novo cronograma do Ministério de Desenvolvimento Social (MDS), idosos e pessoas com deficiência devem procurar o Cras acordo com a data de aniversário. Os nascidos nos primeiros três meses do ano têm até 31 de março para realizarem o recadastramento e quem não fizer poder ter o benefício bloqueado.

O beneficiário que não realizar a inscrição no Cadastro Único e não entrar em contato com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) em até 30 dias após a data do bloqueio poderá ter o benefício suspenso. Os interessados têm a opção de entrar com recurso contra a suspensão do benefício nos canais de atendimento do INSS em até 30 dias a partir da data da suspensão.

Com informações da estagiária Tássia Tanara, orientada pela jornalista Dhayane Marques, pelo programa de extensão da PUC Goiás.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here