Segov se reúne com prefeitos e anuncia prorrogação de contratos do Goiás na Frente

(Foto: Reprodução Segov)

Medida visa regularizar situação dos municípios para facilitar a prestação de contas

Durante encontro com 22 prefeitos do MDB, realizado na manhã desta quinta-feira, 7, o secretário do Governo, Ernesto Roller, apresentou o panorama da situação financeira do Estado e esclareceu sobre os rumos do Goiás na Frente. Segundo o titular da Segov, alguns contratos estão sendo analisados em busca de uma solução jurídico-normativa.

“Coloco-me à disposição de vocês. Façam da Segov um ponto de apoio e de interlocução para o que for preciso. Usem a secretaria e saibam que aqui há um ex-prefeito que conhece muito bem as angústias dos gestores municipais. Estamos abertos a parcerias administrativas e políticas, para que possamos construir, em conjunto, um caminho melhor para Goiás, pois nossa responsabilidade é com o cidadão”, afirmou o secretário.

De acordo com a Secretaria de Governo, o Estado se mantém firme na decisão de encerrar o programa, mas aberto não descarta a contribuição dos prefeitos para solucionar o problema. “Se há alguém que tem de ser responsabilizado, com certeza, não é o prefeito”, destaca Roller. Na próxima semana, o secretário de Governo deverá se reunir com prefeitos do DEM. 

No último dia 3 de fevereiro o Roller, reforçou durante reunião com a Federação Goiana dos Municípios (FGM), Associação Goiana dos Municípios (AGM) e representante do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que o Estado não tem condições de arcar com 1.968 parcelas que ainda estão em aberto totalizando 333 Milhões de reais.

Para que os prefeitos não sejam ainda mais penalizados, os contratos estão sendo prorrogados no intuito de facilitar a prestação de contas. “Fomos provocados pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) e fizemos o levantamento de todos os convênios. Mas peço a vocês, prefeitos, que também verifiquem a situação dos seus contratos e nos procurem o mais rápido possível para encontrarmos a melhor solução”.

Roller também reforçou que o Governo manterá o diálogo com os municípios. Segundo ele, assim que a situação financeira do Estado começarem a dar resultado, o governo terá condições de ajudá-los. “O governo busca construir soluções para a situação falimentar do Estado. Fizemos cortes significativos e estamos trabalhando junto ao governo federal. Com o caminhar e a melhoria das coisas, nós teremos condições de ajudar os municípios. E tenham a certeza e a tranquilidade de que aquilo que for pactuado com vocês será cumprido”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here