Sessão da Câmara é suspensa após presidente ser chamado de macaco

(Foto: Alberto Maia)

Antes de suspender os debates no plenário por 15 minutos, Policarpo disse que “Racismo é crime” e que tomará as devidas providencias com relação ao caso

O presidente da Câmara Municipal de Goiânia, vereador Romário Policarpo (PROS), suspendeu sessão na manhã desta quinta-feira (14), após ser chamado de negro e macaco no plenário. “Gostem ou não um negro é presidente dessa casa, racismo é crime”, disse o parlamentar antes de suspender os debates.

De acordo com o Policarpo, “racismo é crime, vamos apurar isso”. As ofensas teriam começado no momento em que a vereadora Sabrina Garcez (PTB) argumentava sobre a suspensão do decreto que regulamenta o transporte por aplicativo na capital.

Um grupo teria comparecido nas galerias para manifestar contra projeto de lei que cria 131 cargos comissionados na Câmara Municipal. O projeto não estava na pauta de hoje.

“Ao me direcionar ao plenário, fui ofendido de macaco e negro. Qualquer atitude como essa é crime. E quem fez isso será preso pela segurança da Casa. A sessão está suspensa por 15 minutos”, comunicou o presidente, que em seguida encerrou os debates no plenário.

Projeto

Após ser eleito presidente, Romário Policarpo disse que a sua prioridade seria instituir uma reforma administrativa na Casa. O texto do prevê o aumento de cargos comissionados, que é de 121 para 130. Segundo Romário Policarpo, a matéria seve ser votada a qualquer momento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here