Encontro deliberou diretrizes de médio e longo prazo, para conter a escassez de água em 2019

Em reunião ordinária, o Comitê da Bacia do Rio Meia Ponte debateu sobre um novo planejamento para o enfrentamento da crise hídrica deste ano. A reunião contou com presença da nova secretária do Meio Ambiente do Estado de Goiás (Semed), Andrea Vulcanis. O encontro foi realizado na sede da Federação do Federação das Indústrias do Estado de Goiás (FIEG), na última terça-feira, 12.

De acordo com os dados apresentados, a estiagem em 2019 será maior do que a de 2017. Entre as medidas adotadas, o comitê, a exemplo do ano passado, criou uma Câmara Técnica Específica para buscar soluções emergenciais para a questão. A Câmara se reunirá na próxima semana com a Semed antiga Secima, para deliberar sobre a possibilidade de um decreto de alerta da situação de escassez.

Plano de ação

Na mesma reunião foi aprovada uma deliberação onde o Comitê apresenta estratégias e diretrizes de médio e longo prazo, para amenizar a escassez hídrica durante todo o ano no Estado. Na ocasião, também foi entregue o primeiro produto do plano da Bacia do Rio Meia Ponte, esse plano realizará o diagnóstico, prognósticos e soluções para bacia.

“Enquanto os citados planejamentos não se concluem, temos que agir emergencialmente para diminuir ao máximo o sofrimento da população e os prejuízos do setor produtivo no período de estiagem” afirma o presidente do Comitê, Fábio Camargo.