Mudança prevê uma economia de quase R$ 99 mil mensais ao Estado

Primeira fase da reforma administrativa do governo estadual – Lei número 20.417, que altera a Lei estadual nº 17.257, de 25 de janeiro de 2011, foi publicada nesta sexta-feira, 8, no Diário Oficial do Estado.  Além da mudança estrutural do Poder Executivo estadual, a reforma prevê uma economia de quase R$ 99 mil mensais.

Com a mudança, o número de cargo passa ser limitado, órgãos serão desmembrados e as secretarias extraordinárias deixam de existir. O Estado passa a ter 16 secretárias extraordinárias.

Veja como fica a estrutura do Governo:

Pela reforma, a Secretaria de Gestão e Planejamento passa chamar Secretaria da Administração, a Secretaria da Fazenda passa a ser Secretaria da Economia, a Secretaria da Mulher, do Desenvolvimento Social, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos passa ser Secretaria de Desenvolvimento Social.

A Secretaria de Educação, Cultura e Esporte é separa nas secretarias da Educação, de Cultura e de Esporte e Lazer. Assim como a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Científico e Tecnológico e de Agricultura, Pecuária e Irrigação é cindida nas secretarias de Desenvolvimento e Inovação, de Agricultura, Pecuária e Abastecimento e de Indústria, Comércio e Serviços.



Fica criada a Secretaria de Comunicação e a Agência Goiana de Transportes e Obras passa a chamar Agência Goiana de Infraestrutura e Transporte.

A estrutura organizacional básica do Poder Executivo fica em 13 secretarias: Secretaria de Estado da Administração; Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Inovação; Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento; Secretaria de Estado de Indústria, Comércio e Serviços; Secretaria de Estado da Segurança Pública; Secretaria de Estado da Saúde; Secretaria de Estado da Economia; Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social; Secretaria de Estado da Educação; Secretaria de Estado de Cultura; Secretaria de Estado de Esporte e Lazer; Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; Secretaria de Estado de Comunicação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here