Corinthians marca nos acréscimos e fica no empate com o São Caetano

O Corinthians martelou, perdeu várias chances de marcar um gol e parecia destinado a perder por 1 a 0 para o São Caetano, na tarde deste domingo, na sua Arena. Depois de muito tentar, porém, o Alvinegro viu o zagueiro Henrique cabecear bola aos 49 minutos do segundo tempo e deixar tudo igual no placar, na estreia do Campeonato Paulista. Antes, Rafael Marques havia aberto o placar para os visitantes.

Com o resultado, o Timão é o segundo colocado do Grupo C da competição, dois pontos atrás do Bragantino, único da chave a vencer na primeira rodada. Integrante do D, o Azulão deixou boa impressão em termos de organização e experiência, ainda que lhe faltasse um pouco mais de qualidade na armação de jogadas.

Na próxima rodada, os comandados de Fábio Carille terão pela frente a equipe do Guarani, em duelo marcado para as 19h15 (de Brasília), no Brinco de Ouro da Princesa, pela segunda rodada do Campeonato Paulista. Já o elenco de Pintado terá pela frente o Ituano, em partida marcada para a quinta-feira, às 21h (de Brasília), no Anacleto Campanella.

O Corinthians começou o jogo apostando na mesma formação que teve boa atuação contra o Santos, na semana passada, mas encontrou um rival postado de forma bastante diferente. Satisfeito em defender-se e aproveitar os contra-ataques, o São Caetano encurtou os espaços dados tanto pelas pontas quanto para a armação de Jadson, no meio-campo, e não deixou a parte criativa do Alvinegro ter sossego.

Os melhores momentos do Timão, que ficou bastante com a bola e teve boas alternativas à marcação, foram quando Ramiro recebeu em boas condições a bola da defesa e deu prosseguimento à jogada. Em um desses lances, Jadson colocou Gustagol frente a frente com o arqueiro adversário. O centroavante tocou no canto e balançou a rede, comemorando bastante antes de reparar que havia sido marcado impedimento.

Logo na sequência, o Azulão conseguiu passar um centímetro da linha da área, o bastante para que Capa fosse derrubado por Richard e sofresse o pênalti. Na cobrança, Rafael Marques chutou forte, alto, no canto esquerdo, sem chances de defesa para Cássio. A vantagem inesperada deixou os donos da casa um pouco atordoados, com Pablo ameaçando em bom chute de fora da área, parado pelo camisa 12.

Até o intervalo, no entanto, o Timão achou brechas na defesa adversária e conseguiu acelerar seu jogo. A primeira chance veio com Ramiro, que cruzou rasteiro e viu Jadson chutar mal à esquerda da trave. Pouco depois, o camisa 10 puxou bom contragolpe e cruzou na medida para Sornoza. Livre, porém, o equatoriano chutou para fora. No último lance, Jadson cobrou falta na área e Henrique reclamou de uma cama de gato de Willians. O juiz nada marcou, porém.

Henrique empata nos acréscimos

A etapa final começou com uma modificação para o Timão: Pedrinho, mais técnico, foi a escolha sobre André Luis, mais forte. A ideia era que o canhoto combinasse pelo lado direito do ataque com Fagner, principal opção ofensiva nos primeiros 45 minutos. A tática deu certo em um primeiro momento, dando mais espaço para que o lateral da Seleção Brasileira chegasse ao fundo e criasse oportunidades.

Na primeira, Fagner deu lindo corte na marcação e cruzou de esquerda, mandando na medida para Gustagol. O centroavante tentou um chute de bicicleta, mas mandou por cima do gol. Pouco depois, em mais um lançamento para a área do lateral direito, Gustavo Silva, que entrara no lugar de um apagado Sornoza, subiu mais alto que o defensor e mandou rente à trave do goleiro Jacsson.

Carille tentou sua última cartada mandando a campo Mateus Vital na vaga de Richard, colocando uma equipe sem nem um primeiro volante em campo. Ramiro, recuado para a função de primeiro marcador, ficou a cargo de dar a dinâmica da partida, com o Timão ainda em cima do adversário. Marllon e Gustagol, em duas cabeçadas, quase conseguiram o empate, mas não foram capazes de acertar a meta azulina.

O gol só saiu nos acréscimos, quando os anfitriões pareciam cansados para buscar o tento. Em escanteio batido por Jadson, pelo lado esquerdo, Henrique ficou livre de marcação dentro da área e cabeceou no canto, sem chances de defesa para Jacsson, dando mais justiça ao placar e um pouco de festa para o fim de tarde corintiano.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 1 SÃO CAETANO

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: 20 de janeiro de 2019, domingo
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza
Assistentes: Alex Ang e Tatiane Sacilotti
Público: 31.009 pagantes
Renda: R$ 1.203.885,70
Cartões amarelos: Vinícius Kiss (São Caetano)
Gols:
CORINTHIANS
: Henrique, aos 49 minutos do segundo tempo
SÃO CAETANO: Rafael Marques, aos 27 minutos do primeiro tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Marllon, Henrique e Danilo Avelar; Richard (Mateus Vital) e Ramiro; André Luís (Pedrinho), Jadson e Sornoza (Gustavo Silva); Gustagol
Técnico: Fábio Carille

SÃO CAETANO: Jacsson; Alex Reinaldo, Joecio, Max e Marquinhos; Pablo, Willians (Vinícius Kiss), Capa, Diego Rosa e Cristian (Ítalo); Rafael Marques (Ferreira)
Técnico: Pintado

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here