Por Moisés Evan

Uma das melhores franquias de animação do cinema, “Como Treinar o Seu Dragão” encerra uma trilogia iniciada em 2010 e continuada em 2014 com muita emoção. Agora chefe e governante de Berk, Soluço criou uma gloriosa e caótica utopia de dragões. Quando a aparição da Fúria da Luz coincide com a ameaça mais sombria que sua aldeia já enfrentou, Soluço e Banguela devem deixar seu lar e viajar para um mundo escondido que só existe nas lendas. À medida que seus verdadeiros destinos são revelados, dragão e cavaleiro precisam proteger tudo o que construíram até aqui.

“Criamos o que achamos ser uma maneira agridoce de dizer adeus a esses personagens”, disse o diretor e roteirista Dean DeBlois, também responsável pelos dois primeiros filmes, em entrevista. “Eu acho que os fãs vão ficar ao mesmo tempo tristes e satisfeitos [com o final]”, disse Jay Baruchel, ator que dubla Soluço na versão original, a um site. Baseada livremente nos livros de Cressida Cowell, além de arrecadar bilhões no cinema e ser duas vezes indicado ao Oscar de melhor Animação, “Como Treinar o Seu Dragão” conta com uma série televisiva de muito sucesso.

Samuel L. Jackson, James McAvoy e Bruce Willis em cena de ‘Vidro’. (Foto: Reprodução)

Lançado em 2000, “Corpo Fechado” se tornou cult ao longo dos anos. Em 2016, M. Night Shyamalan surpreendeu ao conectá-lo com o bem-sucedido “Fragmentado”. As duas histórias agora se fundem em “Vidro”, concluindo uma inesperada e aguardada trilogia sobre super-heróis e vilões, tão comum hoje em Hollywood. “Aqui estou subvertendo o gênero”, revelou o cineasta em entrevista a um site. “Começa como um filme de quadrinhos e então se torna bem dramático. Eu fui muito inspirado por ‘Um Estranho no Ninho’. É um dos meus favoritos”.

Bruce Willis retorna como David Dunn, assim como Samuel L. Jackson como Elijah Price, também conhecido como Sr. Vidro, ambos apresentados no primeiro longa. Após a conclusão do segundo, Dunn persegue a figura super-humana de Kevin Wendell Crumb, A Fera, interpretado por James McAvoy, em uma série de crescentes encontros, enquanto a sombria presença de Price surge como um maestro que detém segredos fundamentais para os dois homens. O elenco também conta com Anya Taylor-Joy, de volta como Casey Cooke, e Sarah Paulson.

Cena do filme nacional ‘ Temporada’. (Foto: Reprodução)

Grande vencedor do Festival de Brasília, com cinco prêmios, incluindo como melhor Filme, Atriz (Grace Passô) e Ator Coadjuvante (Russo Apr), “Temporada”. Com roteiro e direção de André Novais Oliveira, a história acompanha Juliana que está se mudando de Itaúna, no interior de Minas Gerais, para a periferia de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte. Em seu novo trabalho de combate às endemias, ela conhece pessoas e vive situações pouco usuais que começam a mudar sua vida. Ao mesmo tempo, a mulher passa a enfrentar dificuldades no relacionamento com seu marido. A produção fez sua estreia mundial no prestigiado Festival de Locarno.

Apesar de poucos lançamentos, continuam em cartaz as animações “Homem-Aranha no Aranhaverso” e “WiFi Ralph – Quebrando a Internet”, os filmes de ação “Aquaman”, “Bumblebee” e “Máquinas Mortais”, a comédia nacional “Minha Vida em Marte” e os musicais “O Retorno de Mary Poppins” e “Bohemian Rhapsody”. Antes de sair de casa é bom conferir a programação dos cinemas, a classificação indicativa e os horários de exibição. Divirta-se!