Funcionários da segurança e alunos protestam na UEG de Anápolis

(Foto: Divulgação)

Manifestantes reivindicam regularização no pagamento dos salários

Nesta segunda-feira (5), vigilantes e alunos bolsistas do Câmpus Henrique Santillo da Universidade Estadual de Goiás (UEG) de Anápolis exigiram o pagamento de salários atrasados e a regularização do auxílio das bolsas.

Os vigilantes estariam com os salários atrasados há cinco meses enquanto os pagamentos dos bolsistas estariam há cerca de dois.

Em nota a universidade conta que está conversando com fornecedores e prestadores de serviço para encontrar uma forma amenizar as consequências da atual situação fiscal. “A Universidade Estadual de Goiás (UEG) informa que, em relação à paralisação da empresa de segurança que presta serviços para a Instituição, todas as medidas estão em andamento para que as atividades sejam normalizadas”.

A instituição disse ainda que a suspensão do contrato com a empresa dos vigilantes não visa prejudicar e sim, resguardá-la de prestar o serviço e não ter como receber por isso, a suspensão do contrato é um instrumento legal utilizado quando verificada por uma das partes a impossibilidade de cumprimento das obrigações nele dispostas.

Confira na íntegra a nota

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here