Vídeo revela que o motorista do Audi disputava racha na GO-020, em Goiânia

A Polícia Civil investiga as causas do acidente na GO-020, que resultou na morte de três jovens e deixou um ferido, na madrugada desta quarta-feira (23). Nas proximidades do viaduto de acesso a áreas do condomínio Alphaville Flamboyant.

Equipes da Delegacia de Investigação de Crimes de Trânsito (DICT), suspeitam que Guilherme Santos Bessa, de 28 anos, Raphael Godoy Lorenzo, de 23, e Eduardo Mendes Fernandes Borges, de 31, estariam participando de um “racha”, conforme investigações preliminares.

O único sobrevivente, Edmar Machado de Melo Júnior, contou a delegada titular da Dict Nilda Andrade, que esteve ainda no período da manhã, no Hospital de Urgências de Goiânia (HUGO), que ele estava no banco do passageiro dianteiro do Audi, na hora do acidente.

Edmar explicou que o condutor do veículo, Guilherme Santos Bessa, trabalhava como mecânico especializado em aumentar potência de carros. Ele destacou que nesta terça-feira (22), Guilherme terminou o serviço de “envenenamento” de um VW Jetta. Após a conclusão do serviço, Guilherme, convidou o cliente para ver o automóvel acelerar na GO-020. Eles se reuniram no Posto Z+Z da Avenida -136 e depois foram para a rodovia.

Imagens de segurança fornecidas pela Agetop mostram que um veículo Jetta passa pela pista da direita da GO-020. De acordo com a DICT, o carro estava a 200 km/h. Logo atrás seguia o Audi em que Guilherme, Raphael, e Eduardo estavam.

Ainda segundo relato do sobrevivente, nas terças-feiras era de costume ir a rodovia e, que na noite passada foram aproximadamente vinte veículos, praticar competição automobilística (racha), até próximo da barreira da PMGO, na saída para Bela Vista de Goiás.

De acordo com a Polícia Civil, na volta o Audi de Guilherme desenvolvia a velocidade entre 150/160 km/h e seguia o Jetta que estava a 200 km/h. Nas proximidades do viaduto do Alphaville Flamboyant, o condutor do Audi perdeu o controle da direção e ocorreu o acidente.

A Polícia Civil procura identificar o motorista do Jetta. Após o local do acidente na GO-020 até o trevo com a BR-153, há pelo menos três câmeras de segurança da Agetop que poderão ser utilizadas para localizar o condutor.

De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, neste tipo de caso o condutor pode ficar preso de 5 (cinco) a 10 (dez) anos, multa e suspensão ou proibição de se obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here